Entrevista com The Vamps: Banda fala sobre fãs brasileiros, disco “Night and Day” e experiências marcantes na carreira

Imagem divulgação

Entrevista por Clara Marinho | Tradução por Lilian Santos

No final de setembro, a banda britânica de pop rock The Vamps, formada por Brad Simpson (vocal), James McVey (guitarra), Connor Ball (baixo) e Tristan Evans (bateria), esteve no Brasil para única apresentação na cidade São Paulo.

Os jovens artistas trouxeram ao país a turnê do novo disco, “Night and Day”, lançado em julho, pela Universal Music, além de participações especiais como a estrela argentina TINI – famosa por estrelar a série Violetta – e a banda New Hope Club, que abriu o show do The Vamps por aqui.


Antes da apresentação na capital paulista, a banda bateu um papo com o Portal da Música e falou sobre o novo álbum, fãs brasileiros e experiências passadas durante a carreira. Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Vocês estão gostando do Brasil? 
Amando! Esta é a nossa segunda vez no brasil.

Já tiveram a oportunidade de ouvir alguma banda ou cantor brasileiro?
Wesley Safadão. Mas apenas ouvimos falar. Anitta também…

Podem falar um pouco sobre “Nigth and Day”? Como foi o processo de criação do álbum?
É mais ou menos sobre o cara que voltou depois de dois anos de tour para o estúdio… Eu acho que não foi algo como “Ok, vamos fazer tal coisa”. Foi mais para  “Ok, vamos para o estúdio ver o que sai. Se gostarmos, gravamos.”

Foi natural, então…
Sim, foi um processo bastante natural. Fizemos tudo no nosso tempo.

Vocês tem alguma música  predileta no disco?
Muitas, mas gostamos bastante de “Same to You”, “All Night” e “Stay”.

A banda está junta há cinco anos, certo? Então lembrando do seu primeiro ano e seu primeiro álbum, comparado com o momento atual, qual a maior mudança para vocês?
Não muita, pra falar a verdade.

Mas hoje, é mais fácil lidar com a fama, compôr? Ou isso nunca foi uma dificuldade?
Não… não é fácil… nunca foi. A gente sempre teve que trabalhar bastante em tudo. É bem difícil estar sempre longe de casa, mas desde sempre tivemos uma ótima equipe nos dando suporte. Nossos fãs sempre compraram os álbuns e vieram aos shows… Como banda, é só isso que a gente pode pedir e podemos dizer que somos muito sortudos!

Qual foi o momento mais estranho que vocês já passaram com os fãs?
Teve uma falta de eletricidade e daí estávamos pedindo pra galera ficar quieta… Não foi aqui na América do Sul?! Ah, foi na Argentina. Tentamos pedir para que o pessoal ficasse calmo e não funcionou…

Muitos artistas internacionais ficam impressionados com os fãs brasileiros quando fazem shows por aqui. Vocês já vieram antes, então já conheciam seus fãs brasileiros… o que vocês acham deles?
Nós ficamos muito impressionados também. Os brasileiros são muito apaixonados por música.

Última pergunta, falando em relação a vida de banda, qual foi a coisa mais incrível que aconteceu com vocês? Algo que não aconteceria se vocês não estivessem juntos?
Não poderíamos viajar até este lado do mundo, não conheceríamos essas comidas… Experiencias culturais num modo geral.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here