Niall Horan esbanja simpatia em estreia solo em São Paulo

Imagem Reprodução / Instagram

Dar continuidade a um trabalho solo, após ser parte de um fenômeno juvenil mundial, com mais de 70 milhões de álbuns vendidos, não é tarefa fácil. Mas os ex-integrantes do grupo One Direction têm passado por esse desafio com excelência.

Aos poucos, os discos e shows dos componentes – cada qual em seu estilo e personalidade – são lançados e abraçados pelo público órfão da boyband. E no Brasil não é diferente!

Nesta terça-feira, 10, foi a vez de Niall Horan comprovar esse fato. O irlandês apresentou o seu trabalho de estreia, “Flicker”, em São Paulo, no Espaço das Américas, e encantou o público com seu carisma e simpatia.

O disco foi lançado em outubro de 2017 e, assim como os ex-companheiros Harry Styles e ZAYN, também debutou em primeiro lugar no top 200 da Billboard.

Na nova fase, Horan se afasta um pouco do pop radiofônico que o acompanhou durante anos, para entregar um som mais romântico e intimista, com algumas pitadas de folk.

O palco é simples, com tapetes no chão, jogos de luzes ao fundo e cinco músicos que acompanham o artista durante a turnê. Além disso, em quase 90% do show – exceto pelo momento em que toca teclado – Niall está acompanhando de um violão, mostrando suas diversas facetas artísticas.

Na setlist, prevalecem as faixas de seu álbum de estreia. “On the Loose”, seguida por “The Tide” e a romântica “This Town” – primeiro single solo do cantor.

Entre uma música e outra, o irlandês era surpreendido com gritos ensurdecedores de “Niall, eu te amo” e se esforçava para responder, também, em português.

Em “Flicker”, música que também dá nome ao seu disco, Horan pediu que todos os fãs deixassem os celulares abaixados e participassem do momento. “Essa é a minha música preferida do disco. Todas as vezes que canto, volto para o momento em que escrevi. Esse pode ser o nosso momento”, disse à plateia que, por alguns minutos, conseguiu manter a euforia.

O cantor também deu espaço às músicas de seus artistas prediletos, como “Dancing in the Dark”, de Bruce Springsteen e “Crying in the Club”, de Camila Cabello. O One Direction também foi relembrando durante o show, com faixas como “Drag Me Down” e “Fool’s Gold”.

“Obrigado por gastarem o seu dinheiro com esse show. Sei que terão apresentações incríveis por aqui este ano, mas vocês vieram”, disse Horan, com a bandeira do Brasil em mãos.

Antes de São Paulo, Niall Horan se apresentou no Rio de Janeiro, no domingo, 8. O músico já havia se apresentado na cidade carioca no ano passado, com único show do país.

Confira o setlist de Niall Horan em São Paulo:

Paper Houses
You and Me
Dancing in the Dark (cover de Bruce Springsteen)
Seeing Blind (com Maren Morris)
Flicker
Fool’s Gold (cover do One Direction)
Too Much To Ask
So Long
Since We’re Alone
Fire Away
Crying in the Club (cover de Camila Cabello)
On My Own
Drag Me Down (cover do One Direction)
Slow Hands
Mirror

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here