Z Festival: Em SP, Demi Lovato faz show maduro e comemora indicação ao Grammy

Foto por Marta Ayora / Divulgação
Foto por Marta Ayora / DIvulgação

A 5ª edição do Z Festival reuniu neste sábado, 10, em São Paulo, diversos expoentes da música nacional atual no mesmo palco, como Anitta, Tiago Iorc, Projota, Manu Gavassi, além da headliner americana Demi Lovato. O público, de aproximadamente 20 mil pessoas, teve de lidar com um dia quente e chuvoso, mas aguentou firme durante as quase 6 horas de evento.

Inicialmente, a atração principal escalada para o festival seria Selena Gomez, que chegou a ser anunciada pela produção, mas dias depois, por motivos de saúde, cancelou todos os shows restantes de sua turnê mundial “Revival”, incluindo a apresentação no Brasil. A americana, então, logo foi substituída pela colega de profissão Demi Lovato – uma escolha certa, tendo em vista que ambas possuem uma base de fãs similar. Demi já havia se apresentado no mesmo festival em 2012, junto à extinta boyband The Wanted.

O evento contou com uma mudança no layout dos setores, reduzindo o tamanho das duas pistas e levando o palco ao centro do estádio Allianz Parque. Uma alteração estratégica, que evitou o surgimento de ‘buracos’ entre o público. Na plateia, crianças acompanhadas dos pais, adolescentes e jovens adultos dividiam espaço com inúmeras webcelebridades e atores teens  que desfilavam pela área premium. Um verdadeiro encontro da geração Z – como são conhecidas as pessoas nascidas na década de 90 até o ano de 2010.

Aquecimento

O primeiro show do dia, comandado pela paulistana Manu Gavassi, começou por volta das 16h, com o estádio ainda enchendo. Na sequência, foi a vez do trio americano de música eletrônica Cheat Cods animar o público, que se mantinha ativo durante as performances. O romantismo de Tiago Iorc chegou em seguida, com chuva, e pôde ser considerado o primeiro grande show do dia, com direito a acompanhamento massivo dos fãs nos trechos de músicas como “Me Espera“, “Eu Amei Te Ver” e  um cover de “Bang“, de Anitta – também escalada no line up. Pontual, Projota chegou dando ainda mais diversidade ao evento, com rimas e seu rap radiofônico, colocando todos para cantar. Contudo, a euforia veio mesmo com a chegada de Anitta ao palco. A carioca, que teve a missão de abrir, oficialmente, o principal show da noite, chegou ao festival munida de dezenas de hits e muita dança.

A brasileira, que vem buscando espaço na mídia internacional, gravou recentemente com o fenômeno latino Maluma e dividiu o palco com o tenor italiano Andrea Bocelli. Mas apresentar-se no mesmo palco em que Demi Lovato foi, sem dúvidas, uma grande demonstração do reconhecimento do trabalho que Anitta vem fazendo, com altas doses de referências pop internacional e a desconstrução de paradigmas no funk carioca. Isso foi destacado pela própria artista durante a apresentação. “Há um tempo atrás era uma lutar tocar funk em um festival como esse. E é incrível estar num lugar cheio de diversidade. Isso representa muito para mim”, declarou a cantora, visivelmente emocionada com o estádio lotado. “Quero agradecer aos fãs da Demi. Desde que cheguei aqui fui recebida por um monte de fãs dela no aeroporto, que me deram muito carinho. Eu adoro a Demi e admiro muito a sua força e história”, completou.

O repertório contou com sucessos com “Bang”, “Show das Poderosas”, “Sim ou Não” e “Na Batida”.

A estrela da noite

Em sua oitava passagem pelo Brasil, Demi Lovato se apresentou pela segunda vez no Z Festival. A primeira participação aconteceu em 2012, onde a cantora dividiu o line up com as bandas The Wanted, Big Time Rush e McFLY.  A vinda aconteceu dois meses após a cantora anunciar em suas redes sociais que faria uma pausa na carreira em 2017, depois de se envolver em diversas discussões online com colegas de profissões. Contudo, o clima era de festa, já que dias antes a cantora conquistou a sua tão sonhada indicação ao Grammy.

Às 21h24 – cinco minutos antes do horário programado -, as luzes do estádio se apagaram e um frenesi tomou conta do local. Sem muita enrolação, Demi Lovato surgiu no palco ao som de “Confident“, música tema de seu quinto álbum, lançado em outubro de 2015. A sequência ficou por conta dos hits dançantes “Heart Attack” e “Neon Lights“.

“Obrigado. Eu amo vocês e estou tão animada de estar aqui no Brasil. Eu tenho os melhores fãs aqui. Vocês são incríveis. Vocês me fazem a pessoa mais feliz do mundo”, declarou a cantora no palco.

A comemoração, claro, não poderia faltar. Antes de “For You“, centenas de fãs ergueram placas contendo a frase “You dit it #GRAMMY’s” (Você conseguiu #GRAMMY’s). A cantora logo retribuiu a homenagem e agradeceu a apoio do público que a acompanha desde o início de sua carreira.

Além da já conhecida e estrondosa potência vocal, Demi pôde reforçar nesta vinda um amadurecimento em cima do palco que, sem dúvidas, tornou a apresentação ainda mais envolvente. Figurino, presença. Tudo isso foi destacado durante a execução de uma das faixas mais recentes, “Body Say“. Explorando o cenário de ponta a ponta, a cantora também já arrisca alguns passos e desce até o chão.

A noite foi marcada por muitos gritos por parte público e entrega por parte de Demi Lovato, que mesmo dando espaço aos trabalhos mais recentes, também fez a alegria dos mais saudosistas com sucessos como “Give Your Heart a Break”  e “Don’t Forget” na setlist, mandando até um curto trecho do hit “This Is Me“, que a consagrou por meio do filme “Camp Rock”.

“Cool for the Summer” marcou a despedida da americana, que deixou o palco por volta das 23h, agarrada à uma bandeira do Brasil.