30 Seconds To Mars faz apresentação 'sold out' em São Paulo

Crédito: Stephan Solon/Move Concerts

 

Crédito: Stephan Solon/Move Concerts
Crédito: Stephan Solon/Move Concerts

Com ingressos esgotados e termômetros marcando cerca de 37 graus, a banda 30 Seconds To Mars, liderada pelo também ator Jared Leto, se apresentou em São Paulo nesta quinta (16). Em uma apresentação espetacular de aproximadamente 1h30, no Espaço das Américas, Leto manteve o público hipnotizado com a sua voz e disposição em cima do palco.

Minutos antes do início da apresentação, dezenas de pessoas passaram mal devido ao forte calor e tiveram de ser socorridas por bombeiros. A temperatura foi sentida pelo vocalista logo na abertura. “Dêem água a todos que quiserem“, disse Jared, vestido de branco, com óculos escuro e uma corôa dourada na cabeça – que somada aos seus longos cabelos lisos, se torna impossível de não remete-lo à figura de Jesus Cristo.

A interação da banda com os fãs é constante ao longo do show. Em “Up In The Air”, responsável por abrir a noite, bandeiras foram erguidas na plateia e as declarações em voz alta para o cantor de, inacreditavelmente, 42 anos, formavam um barulho ensurdecedor. Na sequência, em “This Is War”, todos os fãs se agacharam durante a introdução e repetiam cada movimento solicitado por Jared.

O palco do 30STM ganha vida com um sincronia de luzes inacreditável. Não há ‘leds’, elevadores e nada de extravagância, apenas um esquema de iluminação impecável que dispensa qualquer elemento de produção para compor o cenário. Os complementos que possuem são para os fãs. Dezenas de balões coloridos e chuva de papel picado em direção à plateia. Um show que dificilmente vemos por aqui.

“Hurricane” e “The Kill” foram interpretadas de forma acústica, com Jared Leto sozinho no palco. Posicionado na passarela, que chegava até a metade da pista premium, o vencedor do Oscar delcarou o seu amor pelo país e aproveitou para pedir aos fãs que fizessem campanhas na internet para que a banda, assim como na edição anterior, tocasse no Rock in Rio. “Brasil, eu te amo tanto. Acho que todos deveriam pedir 30 Seconds to Mars novamente no Rock in Rio. Talvez pela internet“, disse o cantor.

Uma leva de hits, como “Do or Die” e “City of Angels”, compões o setlist. Na escolhida para o encerramento, “Closer to The Edge”, um grupo de (vários) fãs teve a chance de subir no palco e cantar ao lado do ídolo. Enquanto isso, algumas fanáticas tentavam – sem sucesso –  burlar os seguranças para conseguirem o mesmo feito.

O único ponto que talvez possa ter sido visto como algo negativo para os antigos fãs da banda, foi que nenhuma música do primeiro álbum foi cantada. Fora isso, mesmo visivelmente desconfortável com a potência do ar condicionado, que não deu conta de refrescar as 7 mil pessoas presentes, Jared Leto e os seus companheiros de banda apresentaram mais um show memorável no país e deixou todos com gosto de ‘quero mais’.