Bruno Mars e Florence and The Machine agitam o Summer Soul Festival em SP

A chuva que á alguns dias cerca a capital paulista finalmente deu um trégua nesta terça, 24, e não havia data melhor para isto. Apesar de já estarem munidos com capas, o público presente na Arena Skol, no Anhembi, com toda certeza agradeceu pela ausência dela.

Ainda estava sol quando Dionne Bromfield – afilhada de Amy Winehouse – subiu ao palco, dando início á segunda edição do Summer Soul Festival, em São Paulo. Mesmo com o pouco reconhecimento na midía brasileira, a jovem de apenas 15 anos encantou á todos com seu carisma, e prendeu a atenção do público com sua potência vocal.

Além de canções dos seus dois albúns “Introducing Dionne Bromfield” e “Good for The Soul“, a cantora homenageou Amy Winehouse com um medley de Ain’t No Mountain High Enough e Tears Dry on Their, e declarou que Amy – antes de morrer – ficou muito feliz ao saber que ela tocaria no evento. Dionne deixou o palco pontualmente ás 19h30, agradecida e emocionada com a recepção dos brasileiros.

Com um elegante vestido azul, Rox assumiu o comando do festival ás 19h50. A britânica que foi lançada há menos de um ano se portou como uma verdadeira diva no palco, e envolveu a platéia com uma mistura de Soul e Reggae. O repertório contou com músicas de seu único disco, Memoirs, incluindo My Baby Left Me – lançada no Brasil através da novela Araguaia, e um cover de Only Girl, de Rihanna, que foi cantanda em coro pelo publico.

Florence and The Machine sem dúvida alguma foi o show mais aguardado pelo público presente no festival. Florence Welch que na maioria das vezes passa uma imagem séria em suas apresentações, se mostrou bastante empolgada de estar em terras brasileiras.

Completamente envolvida com a platéia, a ruiva apresentou grandes hits de sua carreira, como: What The Water Gave Me e Shake it Out. Em Dog Day, a cantora vibrou com os fãs, e andou pelo palco exibindo uma bandeira do Brasil. “Obrigado São Paulo, obrigado Brasil”, com essas palavras Florence deixou o palco, às 22h08.

O show de Seu Jorge colocou o público para dançar, porém, no meio da apresentação a atenção do público foi completamente dirigida á um convidado que ninguem esperava. O ator Ashton Kutcher apareceu no festival causando grande histeria – principalmente nas garotas que estavam no local. Após se dirigir á uma espaço reservado para convidados na platéia Premium, Ashton permaneceu por pouco tempo, e logo foi embora escoltado.

Com 16 de minutos de atraso, finalmente a principal atração do Festival subiu ao palco às 00h16. Atrás de uma enorme cortina, Bruno Mars surgiu com uma guitarra e claro vestindo um chapéu, que se tornou sua marca registrada.

O cantor se mostrou um verdade showman durante sua apresentação, arrancando berros das garotas com danças sensuais e piscadas. Completamente sincronizado com sua banda, Bruno mostrou que sabe fazer um show de verdade, e em diversos momentos pôde ser visto a grande influência que os reis da música “Elvis” e “Michael Jackson” tem sobre o havaiano.

Super carismático, Bruno apresentou hits de seu disco que estourou em todo o mundo, como Billionaire, Runaeay Baby e claro The Lazy Song, que agitou a platéia. O Setlist contou também com covers de Smells Like Teen Spirit (Nirvana) e Billie Jean (Michael Jackson). Após pouco mais de uma hora de show, o cantor deixou o palco cantando outro grande sucesso de sua carreira: Talking To The Moon, com a promessa de que voltará ao país.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here