Kesha

A briga entre Kesha e Dr. Luke ainda não chegou ao fim. Na tarde desta sexta-feira, 19, a cantora compareceu à corte americana para a primeira liminar do processo, que envolve acusações de abuso sexual e verbal por parte do produtor sueco.

Após solicitar a quebra total de seu contrato com Dr. Luke e a gravadora Sony Music, a justiça determinou que, a princípio, Kesha permanece com sua carreira sob os cuidados do produtor.

De acordo com presentes na audiência, a gravadora chegou a oferecer à cantora a autorização para continuar gravando o seu trabalho pela casa, sem a supervisão de Luke. Kesha, porém, negou, afirmando não querer mais vínculo algum com ambos. “Não há indícios de danos. Suas gravações estão permitidas”, disse o Juiz da Suprema Corte de NYC.

Imagem Reprodução / Internet

Imagem Reprodução / Internet

Em apoio à cantora, dezenas de fãs se reuniram do lado de fora do tribunal, com faixas escrita “Free Kesha Now” (Liberdade à Kesha agora).