Foto por Iris Alves / Live Nation Brasil

Em meio a queda de casos do covid-19, o Brasil têm retomado, aos poucos, as atividades na área do entretenimento, incluindo os grandes shows e festivais. E o Maroon 5, que foi uma das últimas bandas internacionais a se apresentar por aqui antes da pandemia, é também uma das primeiras a retornar.

Com cerca de 45 mil pessoas reunidas, os norte-americanos fizeram na noite desta terça-feira, 5, uma apresentação repleta de sucessos no estádio Allianz Parque, na zona Oeste da capital da paulista, que resultou em um reencontro muito caloroso os fãs e a banda.

Uma verdadeira fábrica de sucessos

O repertório atual do Maroon 5 não difere muito das turnês passadas, com exceção do acréscimo de algumas músicas do último álbum “Jordi”, como “Beautiful Mistakes”. Contudo, anima – e muito – o seu público que, sequencialmente, cantam todas as faixas de cor e salteado.

Durante o show, que passa por todas as fases da banda e que, já de início, desencadeia uma série de sucessos, começando com “Moves Like Jagger” e “This Love”, Adam Levine reforça o motivo de ser considerado um dos principais frontmans da música. Aos 43 anos, o californiano se mostra um pouco mais contido com relação às danças e, até mesmo, os momentos ‘mais quentes’, sem camisa, que levavam as fãs à loucura. Mas segue entregando muito carisma e desenvoltura nas trocas com o público.

“Vocês podem guardar um segredo?”, perguntou o vocalista em um tom mais baixo, segundos antes de iniciar a faixa “Payphone” em versão acústica na passarela. “O Brasil é o nosso lugar favorito de tocar… Esse é o nosso segredo”, declarou Levine, acompanhado por gritos eufóricos da plateia.

Foto por Iris Alves / Live Nation Brasil

Algumas músicas como “Harder To Breathe”, do primeiro disco “Songs About Jane”, lançado em 2002, ganharam uma roupagem nova, com um peso maior na guitarra e direito a um solo potente de James Valentine.

Sucessos como “One More Night”, “Animals”, “Sunday Morning” e “Love Somebody” também marcaram presença na setlist do show, que encerrou em uma sequência de “She Will Beloved” acústico e o pop dançante de  “Sugar”, acompanhado por um coro de todo o estádio.

Jão apresenta o seu pop sofrência ao público do Maroon 5

Foto por Iris Alves / Live Nation Brasil

É inegável que Jão vive um dos melhores momentos de sua carreira, que apesar de curta, já coleciona grandes feitos.

Após esgotar vários shows da sua turnê “Pirata” e cantar no principal palco do Lollapalooza, o brasileiro foi escalado para abrir o show do Maroon 5 em São Paulo. Na mesma data, o artista também foi confirmado como uma das atrações do palco Sunset no Rock in Rio.

Durante o show, que durou cerca de 45 minutos, Jão trouxe alguns de seus principais singles, como “Idiota”, “Coringa” e “Me Beija com Raiva”, além de um momento em homenagem ao Cazuza – do qual é fã declarado – com a faixa “O Tempo Não Para”.

Mais Maroon 5 no Brasil

Após apresentação em São Paulo, a banda segue para Porto Alegre, onde se apresenta nesta quarta-feira, 6, no Centro de Eventos Fiergs.

Os americanos seguem ainda com a turnê em Buenos Aires, Paraguai e Costa Rita.

COMPARTILHAR